Travel Time

Aveiro: não só pelos ovos moles!

De carro, autocarro ou comboio, chegar a Aveiro é surpreendentemente fácil e acessível; quer para os mais conhecedores da zona, quer também, acreditem em mim (uma assumida desorientada, até com a ajuda de GPS), para os que lá põem os pés pela primeiríssima vez (da qual, pelo menos, têm memória!). Orgulhosamente conhecida como a Veneza …

Food Time

Wok City: riscos que valem muito a pena!

De curta passagem por Corunha (uma cidade portuária galega no noroeste de Espanha), quando me foi sugerido o Wok City, um restaurante de comida asiática, como opção para almoço admito (visto não ter eu outra escolha mais favorável!) que fiquei ligeiramente preocupada e muito inclinada para recusar. Sabem quando nunca experimentamos algo nem temos, tão …

Relax Time

The Shape of Water: sem palavras

Se dúvidas ainda houvessem quanto à pertinência e legitimidade deste filme, rapidamente se dissiparam quando revelaram os  vencedores dos Óscares. Eis, então, uma excelente motivação para retirar A Forma de Água (originalmente The Shape of Water) da lista de agendados; e (pelo menos, tentar) perceber, finalmente, a origem de tanta polémica e controvérsia à sua …

Food Time

Frigideiras do Cantinho: bora entrar?

No planeamento do dia por Guimarães e Braga, fez (quase que) imediatamente sentido para mim escolher as Frigideiras do Cantinho como restaurante a conhecer e experimentar: para além do excelente menu low cost que apresentam como sugestão para almoço (sopa, pão, prato e bebida à escolha, mais café por apenas seis euros), teria a oportunidade …

Talk Time

Animais de companhia em restaurantes: sim ou não?

Entrará em vigor em Maio deste ano uma nova lei que consente a entrada de animais de companhia em estabelecimentos fechados de restauração; isso já todos sabemos. No entanto, o que ainda continua por inferir é o que tal significa, de facto, para a nossa comunidade. Se, por um lado, são poucos (se alguns os …

Relax Time

Gossip Girl: a autoridade inabalável de um segredo

É muito difícil para mim ficar angustiada com o final de uma série (por muito que me seja agradável acompanha-la). No entanto, conheço-me bem o bastante para prever que, com Gossip Girl, não seria assim tão simples e transparente. Verdade seja dita? Custou (e não foi pouco, não senhor!) a ganhar coragem para dar por …