Conduzir um carro? Difícil…

Aproveitando o artigo passado referente às despesas que ter um carro implica, decidi alongar-me um pouquinho mais e desabafar um tanto ou quanto sobre o quão de paciência precisamos reunir para o conduzir na estrada junto com outros seres cujas capacidades podem por vezes, demasiadas vezes, ficar aquém do esperado e socialmente exigido. Pode parecer …

Unhas compridas: ter ou não querer?

Não sou e jamais serei a única pessoa a ver-se rendida a alguma coisa que até então julgava desnecessária ou mesmo ridícula. E, falando sério, tal vai suceder-se vezes e vezes sem conta. Caso contrário, que outra verdade sustentaria tão bem o provérbio “Nunca digas nunca”, segundo o qual não devemos criticar os outros por …

Consumo consciente: não é que possamos, mas sim que devemos!

“Quando (caminhamos para nos) virarmos minimalistas, temos tempo para contemplar quem somos, o que achamos importante e o que nos faz realmente felizes”. Redefinimo-nos “pelo que fazemos, pelo modo como pensamos e por quem amamos, e não pelo que compramos”. “Ficamos satisfeitos com o essencial. Consumimos o mínimo possível, conscientes de que os recursos são …

Esgotamento Psicológico: porquê e como?

“Nem sempre é fraqueza, às vezes é por ter sido forte demais.” Parece exagerado? Soa como algo oco e vazio sem fundamento, só para parecer melhor? Então, felizmente, não sabem o que implica e realmente significa. Ainda bem. Porque para aqueles que, como eu, compreendem exata e inequivocamente o seu sentido, jamais deixará de ser …